-->


15 março 2017

RESENHA NAS AMARRAS DA SEDUÇÃO - CRIS ANDRADE






Título: Nas amarras da sedução
Autora: Cris Andrade
Gênero: Comédia romântica
Ano: 2017
Plataforma: Amazon

Sinopse

Após narrar a história de amor e sofrimento de seus pais, as gêmeas Bianca Thompson e Juliene O'Malley decidem contar como encontraram o amor.
Elas são verdadeiros opostos. Enquanto: Bia é calma, tímida e compassiva. Ju é agitada, debochada e nada tímida. Elas se amam e se odeiam como todos irmãos, mas sabem que podem contar uma com a outra sempre que precisar.
Bia ama Henry Davis, primo de seu pai, desde que se entende por gente. Ela sabe que é um amor impossível de viver, ainda mais por Henry ser bem mais velho que ela. Porém se surpreende ao descobrir que Henry compartilha do mesmo sentimento e está disposto a enfrentar toda a família, caso precise, para viverem esse amor.
Após a contratação de novos peões para a fazenda Ju conhece Sean Curtis: Um negro de olhos cor de mel que a deixam hipnotizada no instante que se olham a primeira vez. Logo Ju se vê enredada em um perigoso jogo de sedução de onde não consegue e nem quer escapar.
Nas Amarras da Sedução é um livro que vai mostrar que o amor surge de onde menos se espera e vem de forma arrebatadora capaz de derrubar toda e qualquer defesa que se crie para fugir dele.


Oi galerinha, tudo bom com vocês?

E quando você pensa que não tem como ficar mais apaixonada a autora vem e f#@% com seu psicológico. Há um tempo atrás postei a resenha do primeiro livro da trilogia Nas amarras da autora Cris Andrade, simplesmente amei o livro.

Quem quiser dar uma conferidinha: Resenha Nas amarras do amor

Agora venho eu trazer a resenha do segundo livro e quão foi minha surpresa (ou não) de simplesmente ter amado ainda mais que o primeiro.
Gente o livro tem uma narrativa leve e engraçada, mesmo com os dramas que todo bom romance tem que ter.
No segundo livro as gêmeas Ju e Bia, que narraram a história de amor dos pais no primeiro livro, estão de volta para contar suas próprias histórias de amor.
Bia e Ju são idênticas fisicamente, porém com personalidades completamente diferentes. O que Bia tem de calma e compreensiva, Ju tem de explosiva e esquentada.

Bia se descobriu ainda adolescente apaixonada pelo primo mais velho do seu pai, Henry. Ela tinha consciência que era impossível que ele olhasse para ela com outros olhos, ele a vira crescer e nunca a olharia como mulher. Ledo engano de Bia, pois a paixão era reciproca e num ímpeto de coragem (coisa do feitio da Ju) Bia tascou-lhe um beijo em Henry que finalmente decidiu assumir seus sentimentos.

“A princípio ele ficou parado, creio que em choque, mas logo sua boca e língua dominavam o beijo e ele me tinha a sua mercê. Suas mãos estavam em concha no meu rosto e as pontas de seus dedos enroscadas em meus cabelos, puxando com certa urgência. Parecia que provava uma fruta suculenta.”

O grande problema era encarar Paul O’ Malley, pai das gêmeas, que não aceitaria fácil esse enlace. Para ele Ju e Bia ainda eram suas menininhas e aceitar que as filhas cresceram era algo que Paul talvez não estava preparado para fazer.

Se por um lado Bia estava ouvindo sinos e vendo explosões de corações, Ju não estava interessada em nada disso. Amor não era pra ela, pensava. Ela estava cansada da vida monótona e queria uma aventura. O que pensou achar quando viu Sean. 

“Não me considero tímida, nem atirada. Mas quando meus olhos encontraram os dele decidi que ele seria meu, entretanto me vi agindo como uma adolescente tímida. Puxei as rédeas da Estrela, e acabei parando bruscamente diante do homem que abalou minhas estruturas com apenas um olhar.”

O que Ju achou ser a aventura que tanto procurava acabou se tornando algo muito mais sério, algo que ela não estava preparada e achava que nunca estaria: O amor.
Sean Curtis virou sua vida de ponta cabeça e ela não sabia o que fazer ou pensar, afinal será que Juliene O’ Malley era capaz de amar?

As duas nos contam de uma forma simples e irreverente as aventuras e desafios dessas histórias de amor. Durante a narrativa vemos também mais um pouco de outros personagens como: Derick e Simone, Paul e Ana, Glória e Josh entre outros.

Um dos pontos mais legais é como a autora nos traz os conflitos que uma família tem no decorrer da vida, mas que acima de tudo com muito amor, respeito e união tudo se resolve.

Mais uma vez quero agradecer a Cris, por nos proporcionar com mais uma linda história.




2 comentários:

  1. Engraçado peguei esse livro na amazon para ler e ainda não tive a oportunidade, obrigada meninas do Divã a resenha de vocês me deu aquela vontade louca de ler ❤ . Mil beijos Anne

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha Anne, posso dizer com toda certeza que você vai amar.
      Beijos <3

      Excluir

Obrigado por comentar...