-->


18 novembro 2016

RESENHA - MEU VICIO - KELL TEIXEIRA


Autora: Kell Teixeira
Gênero: Drama
Ano: 2015
Editora: Bezz



Sinopse: Elena Tyner é uma garota comum de dezenove anos que cursa psicologia. Devido a uma criação tradicional, assim como a sociedade em sua maioria, ela possui preceitos e preconceitos contra usuários de drogas, passando até ter repúdio pelos mesmos. Mas tudo muda quando ela faz uma entrevista com um usuário, se envolve e passa a ver o outro lado da história. Nesse drama é relatado de forma clara e espontânea a amarga experiência que é conviver, amar, e presenciar uma pessoa entregar sua vida para as drogas... Um caminho obscuro e muitas vezes sem volta... Falar sobre dependência química é muito forte, muito atual e de suma importância. Mostrar todo sofrimento do dependente e de todos ao redor de forma tão realista e interessante, faz com que a gente vivencie o sofrimento junto com Maycon e Elena. E sinta o amor surgindo no meio das trevas, da dúvida. Um amor puro e sincero, porém não aceito.


E hoje tem resenha leitores! 

Eu adicionei Meu Vício à minha biblioteca por curiosidade, achando que seria um romance bem light, abordando o tema das drogas, mas de forma bem sucinta. Então, se você não está acostumado com emoções muito fortes prepara seu remedinho da pressão antes de conhecer Maycon e Elena!!!

Ele faz medicina e é rotulado como filhinho de papai, e ela a garota certinha que faz psicologia.

Ela precisa fazer uma entrevista com um viciado, e ele é o viciado que não se importa nem um pouco com a opinião alheia sobre suas escolhas.

“- Prometo manter sua integridade – falo tentando desviar o olhar, mas falho na tentativa e forço um sorriso.

- Não sei por quê. Não estou nem um pouco preocupado com ela – ele diz e levanta a sobrancelha.”

A partir desse primeiro encontro inusitado, os caminhos de Maycon e Elena se cruzam com mais freqüência que eles planejam, mas a realidade é que as diferenças gritantes entre eles podem ser vistas a quilômetros.

“– Maycon, me desculpa. Eu não quero ser rude, mas olha para mim e olha para você. Não curtimos as mesmas coisas e cá entre nós. Não estou interessada em ser da sua turma.”

Mas quem disse que Maycon desiste? Eles iniciam o momento cinco minutos, que consiste num encontro diário para verem as estrelas e se conhecerem. Elena se mostra uma mocinha muito insegura em relação à Maycon, e quando eles engatam um namoro ela conhece a dura realidade de Maycon: seu amor à cocaína.

Gente confesso que a autora me surpreendeu na descrição dos detalhes e de como o viciado se sente! A escrita foi intensa! 

“Ele pega o celular e confere as horas. Está visualmente alterado. Não sei se saio correndo ou fico. Maycon se vira, me olha desconfiado, acho que não consegue ter certeza que sou eu. Levanta e sinto medo ao vê-lo se aproximar.”

Foi uma leitura que me fez refletir sobre esse lado que muitos desconhecem. Maycon deixa claro como se sente em relação à droga, e é impactante conhecer esse drama.

“Encontrei o que precisava na coca. Já tentei largar, mas rola um amor platônico, entende?”

Para completar, Jayde é amiga de Maycon, divide a casa com ele, aceita seu vício sem cobrar que ele pare e detesta Elena. Então já imaginou a treta que vai rolar né?!

O romance de Maycon e Elena poderá resistir a todos os empecilhos? O que pode ser maior que o amor de um viciado pela droga? 

Eu torci muito pelo casal, mas principalmente para que Maycon se colocasse no lugar de Elena e vice-versa. E você? Por quem você irá torcer?

Por Loriana Linhares

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar...