-->


21 setembro 2016

RESENHA - CARPE VITA - ANE PIMENTEL


Título: Carpe Vita
Autora: Ane Pimentel
Gênero: Romance Hot
Ano: 2016


Sinopse
Felipe Albuquerque é o mais novo dos irmãos Albuquerque's, 22 anos, lindo, rico e adora curtir, carpe vita é o seu lema. Chegou a sua vez de assumir a presidência da empresa da sua família, mas será que é isso que ele quer para a vida? Perder tempo enfiado num escritório não está na sua lista de coisas que adora fazer. 


Olá Divas! Sabe um livro que foge do clichê? Sabe um livro que a autora sabe dar uma sacudida no leitor com criatividade e inteligência? Sabe aquele livro que você vai do amor ao ódio em um só capítulo? Se sua resposta foi sim para mais de uma pergunta então você precisa ler Carpe Vita!

Esse hot romance hot (usar hot apenas uma vez para descrever é pouco!) é o terceiro da Série OS ALBUBQUERQUES. Em Acaso (Livro 1), o livro contou o nascimento do amor de Fernando & Talita e em Destino (Livro 2) acompanhou-se a relação de amor e ódio entre Fernanda & Marcos. O livro é narrado sob a ótica de Felipe, e alguns capítulos bônus estão sob a ótica de algumas personagens.

Felipe Albuquerque é o irmão caçula e o novinho mais ‘vida louca’ que se possa ter ouvido falar. E assim como seus irmãos gêmeos cumpriram, chegou a vez dele assumir por um ano a presidência da empresa da família.

Enquanto seus irmãos foram focados no trabalho e se dedicaram ao máximo, Felipe não se mostra muito interessado nessa vida de empresário.

“Um ano passa rápido, quando perceber não vai mais precisar de brincar de trabalhar.”

Mas a vida de presidente não impede que Felipe continue com seu lema: carpe vita! Suas noitadas continuam, e a pegação geral também! 

“- Por falar nisso, não conhecia essa sua tatuagem! – apontou para o desenho dos batimentos cardíacos intercalados da frase Carpe Vita.
- Fiz há pouco tempo, mais precisamente quando soube que teria que trabalhar. Aprecie, aproveite a vida! Porque as pessoas deixam de viver, de fazer o que querem por causa dos outros?
- Sou adepta da sua filosofia, Felipe! Foda-se os outros, se eu quero eu vou e faço. E nesse momento eu quero você.”

E assim Felipe segue como presidente e badalador. Sua noção de responsabilidade está numa caixinha muito bem escondida. E suas ações insensatas às vezes pega o leitor de surpresa:

“- Alô - atendi de olhos fechados.
- Bom dia senhor Albuquerque, o senhor está atrasado para a reunião – minha assistente disse com uma voz calculadamente calma.
- Bom dia, Aline. Não vou ao trabalho hoje.
- Aconteceu alguma coisa?- perguntou com cautela.
- Não. Simplesmente não vou. Passar bem.
- Adoro essa moral – ela (Bruna) remexeu a cintura contra mim.” 

A cada capítulo Felipe ousa mais, desde apostas para ficar com Gabi até vídeo íntimo dele com Bruna. Se você é uma leitora conservadora, se prepare para conhecer o Devasso dos Devassos!

E quando você acha que ele ficará com uma mulher, ele conhece outra e você não sabe mais para quem torcer!

Até que uma atitude irresponsável e impulsiva de Felipe, deixa nosso mocinho sem a presidência, sem dinheiro e sem credibilidade com sua família e amigos.

“... Eu tentei não interferir na sua vida, mas você está passando dos limites Felipe, você acha que o dinheiro compra tudo e que sua beleza conquista o que ele não compra, mas não é assim que a banda toca!”

Finalmente o que ele tanto queria, que era se ver livre da presidência aconteceu. Seu pai e sua mãe, agora decepcionados, querem ver se Felipe vai conseguir se virar sem as regalias de filhinho de papai.

“- Felipe você está demitido, quero o carro de volta e se quiser dinheiro arranje um emprego – meu pai sentenciou.”

E nosso mocinho tomará jeito?

Bom, agora é que a história fica melhor ainda!!! Felipe precisa encarar os fatos: está sem grana para a balada, sem perspectiva de como fará para manter seu padrão de vida e principalmente confuso sobre sua atitude que o trouxe a toda essa confusão.

Agora, não adianta se lembrar das lindas mulheres que passaram em sua vida... Olga, Gabi, Bruna, Cecília, Aline... E achar que tudo se resolverá de forma prática e simples.

Então Felipe começa a se perguntar o que realmente gostaria de fazer de sua vida... Sabemos que sexo e baladas é o que o move. Mas como isso poderia ser útil agora?

Até que ele tem uma ideia. Será que alguém nessa altura do livro compraria sua proposta? Quem em sã consciência daria crédito para ele? E como ele poderia fazer algo que ele ama (e não é o sexo... rsrsrs) ser seu meio de sobrevivência?

Embarque nessa história, e conheça o Felipe Carpe Vita. E você saberá qual o preço a se pagar por viver o hoje sem pensar no amanhã!

Por Loriana Linhares






3 comentários:

Obrigado por comentar...