-->


23 setembro 2016

RESENHA - AMOR INFINITO - JM ALVAREZ



Título: Amor infinito
Autor: J.M Alvezez
Gênero: Romance


A historia começa em 2327, em uma base espacial no futuro onde Felipe e Yara estão no maior amasso quando um pingente que ela usa chama atenção do cientista.

Ao questionar sobre esse pingente descobriu que é algo passado de geração para geração pelas mulheres da família mas Yara desconhece o significado dele. Depois de estudar o estranho objeto, Felipe descobre que se trata de um pen drive onde há um diário que conta uma linda história de amor.

Como trata-se do passado de sua amada, Felipe apresenta ela o diário em forma de holograma, onde conhecemos Germano, que devido ao DNA tem grandes chances de ser parente de Yara.

Com uma narrativa em primeira pessoa, fica fácil acompanhar, nossa história se passa em três épocas 1837 (onde tudo começa); 2060 (onde a história se passa efetivamente) e 2327 (onde o diário é encontrado).

A história como o próprio titulo diz, é de um Amor Infinito, aquele quem nem o tempo é capaz de apagar. Germano é o protagonista e quem relata ao casal sua história de amor, vivida em 2060, ao lado de Elisabeth seu grande amor e de Barbara, uma super amiga, que desperta nele um sentimento que ele não entende muito bem.

"Já estava voando há uns trinta minutos. Meu peito doía, apertado, pelo enorme sentimento de ausência que sentia. Tinha passado uma semana maravilhosa e inesquecível com Elisabeth em Nova Iorque. Mas neste momento uma enorme cratera parecia nasceu em meu peito, tantas eram as incertezas que começavam a rondar meus pensamentos."

O grande desafio tanto para nosso protagonista quanto para o leitor é desvendar o significado desse novo sentimento por sua amiga que faz com que sua relação com Elisabeth acabe sendo abalada.

"Tinha um amor real por Elisabeth, que não poderia nunca questionar. Sentia que aumentava cada dia mais, mesmo com nossa separação pela distância dos últimos dias. E, ao mesmo tempo, ficava intrigado pelo que vinha sentindo em relação a Bárbara. Claro que não parecia com o que sentia pela Elisabeth, mas era alguma coisa forte, um sentimento que não sei se poderia ser caracterizado apenas como amizade."

O livro é um pouco intenso e contempla vários tipos de amores o que pode confundir o leitor um pouco. Este é o grande X da questão pois no decorrer do livro vamos desvendando todo mistério envolvido por esse triangulo e como essa ligação passa de geração para geração através dos tempos.

"As reencarnações servem de aprimoramento constante para os espíritos... O que temos são espíritos com profundos laços de afinidade, desenvolvidos em algumas reencarnações conjuntas, que podem ou não se encontrar na vida quando encarnados. Mas, que, devido a essa afinidade trazida de vidas anteriores, é possível que acabem se atraindo, mesmo sem saber o porquê."

Há todo um mistério que envolve esse triangulo, e obviamente nossa autora explica direitinho o porque de cada sentimento envolvido e principalmente que um amor pode sim ultrapassar a barreira do tempo.

Apesar de conter algumas cenas quentes, o livro não pode ser considerado HOT, pois o contexto maior é sobre o amor em sua mais pura forma.

Para quem acredita em Almas Gêmeas e que elas se encontram e se reconhecem independente de qual vida esteja esse livro é perfeito mostrando que passado e presente estão ligados mesmo que a gente não entenda porque e que a convivência entre eles pode ser sim possível quando se fala de amor.

Vale muito a leitura, realmente JM Alvarez acertou ao abordar um tema tão complexo em um mundo onde o amor não é mais valorizado. Nos faz refletir sobre os encontros e desencontros que a vida nos proporciona.

Bjs, Dany Sousa



Um comentário:

  1. Linda resenha. O livro do JM Alvarez é um dos melhores nacionais que já li do gênero. Muito bom!
    www.detudopouco.com.br

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar...