-->


12 agosto 2016

RESENHA - O PAR PERFEITO - SHIRLEI RAMOS


Título: O Par Perfeito
Autora: Shirlei Ramos
Gênero: Comédia Romântica 
Ano: 2015


Sinopse 
Aos oito anos, Elise traçou a meta mais importante de sua vida quando viu seu pai e sua mãe se beijando apaixonadamente: ela encontraria o par perfeito e teria um relacionamento tão idílico quanto o de seus pais. O tempo passou. Elise cresceu tanto que os olheiros não cansavam de chamá-la parar fazer testes em agências de modelos. Mas a moça, depois do segundo desfile, desistiu da carreira glamorosa das passarelas. Desistiu também da faculdade de Pedagogia, de Turismo, e do emprego como vendedora. A verdade é que, mesmo aos 26 anos, Elise não tem certeza do que quer ser “quando crescer”. Quer dizer, ela ainda está certa sobre a busca do “príncipe encantado” e seu conto de fadas. O problema é que Elise tampouco foi bem-sucedida nessa área. Colecionando namoros desfeitos, corações partidos, fossas gigantescas e eternas dúvidas profissionais, Elise ainda tem que lidar com a irmã perfeccionista, onze anos mais velha, que ocupou o lugar deixado pelos pais, vítimas de um acidente de ônibus, há sete anos. A única parte realmente boa da vida de Elise é Samanta, a sobrinha e companheira incansável de seis anos. As coisas, contudo, parecem estar prestes a mudar na vida de Elise. Seu cunhado, mais conhecido como o “marido-capacho" de sua irmã, lhe apresenta o cara que preenche, finalmente, todos os requisitos do “Senhor Perfeito”. Viúvo, pai de uma menina de dez anos, Roberto é romântico à moda antiga, não bebe, não fuma, adora crianças... e imagine, adora comédias românticas!Ao que tudo indica, a busca mais importante de Elise chegou ao fim. E a vida está lhe sorrindo como nunca. Então, não lhe custa nada ajudar um estranho a encontrar a mesma felicidade que ela está sentindo, não é mesmo?É isso que Elise pensa após presenciar uma discussão calorosa entre um casal, no corredor de um supermercado, seguida de um rompimento de namoro. Ela, então, propõe ajudar Gael, um executivo workaholic, a reconquistar o coração da namorada. Porque se existe alguma coisa na qual Elise é perita, sem dúvida, é no assunto “como ser o namorado perfeito”. Entre lições de “como tornar Gael o Senhor Perfeito e reconquistar a ex-namorada”, peripécias amorosas com Roberto — enfim, “o seu sonhado Senhor Perfeito” —, e eventos inesperados, Elise vai descobrir que nem sempre o maior sonho de nossa vida vem com o embrulho que desejamos. E que alguns acontecimentos têm o poder de nos fazer amadurecer à força.

Apaixonante.

Não existe melhor palavra para descrever O Par Perfeito. O livro é a combinação de romantismo, comédia e vida real.

Elise sonha em encontrar o seu príncipe encantado, afinal seus pais compartilhavam um amor tão apaixonado que a fez ter certeza que era isso que buscaria na vida adulta.

Mas nem tudo é como ela deseja, e aos 26 anos ela é apenas uma mulher solteira – com uma coleção de foras - sem profissão (ela faz eventos, mas não ficha rosa, como ela deixa bem claro) e obcecada por encontrar o par perfeito.

Para completar a realidade de sua vida, após a morte de seus pais ela vai morar com a irmã mais velha, e Diana tira qualquer um do sério, além de ser digna de uma patente militar.


-“Os coraçõezinhos dela (Diana) estão mais para soldados marchando em fila e batendo continência sempre que ela pede.”


Sabendo do desejo de Elise em encontrar seu príncipe encantado, Diana e Talmo, seu marido, apresentam Roberto, o novo colega de trabalho de Talmo. Roberto é um cara mais velho, viúvo e com uma filha, e Diana tem certeza que ele é o homem certo para Elise, que irá compreendê-la e ajudá-la a ter mais responsabilidade.

E após um encontro quase romântico com Roberto – porque a filha dele não facilita- Elise tem que ir embora de ônibus. Caminhando até o ponto, ela está morrendo de sede e decide entrar num supermercado para comprar água. Mal sabe ela o que a aguarda.

Uma discussão. Ela presencia Cláudia aos berros com Gael, reclamando que ela precisa de atenção, que ele é um viciado em trabalho e que para ela chega, a relação deles termina ali.

Elise, que está escondida atrás de uma pilastra, já está solidária à Cláudia e querendo xingar Gael. Até que ele, após ouvir toda explosão da namorada, pede que ela faça uma lista de tudo que está errado no namoro, que ele irá anotar no aplicativo de nota do celular.

Hilário né?!

“- Gael, eu odeio seu sarcasmo, você sabe disso!”

Cláudia vai embora, e Gael vê Elise escondida. Ela decide que precisa ajudar esse casal desconhecido, com conselhos.

“- Eu posso te dar um monte de conselhos, se você quiser. Se existe alguma coisa da qual entendo pra caramba, é relacionamento. Não que algum tenha dado certo para mim, preciso ser honesta. 
-Hum, interessante. Então, você não é psicóloga ou a loira da pegadinha. É a moça que faz eventos, não ficha rosa, e dá conselhos amorosos para estanhos em supermercados, é isso?"

Gael não perdoa seu sarcasmo nem com a pobre da Elise, que só quer ajudar.

E assim ele passa seu email para ela lhe ajudar com seus conselhos amorosos e reatar com Cláudia. 

Mas nem sempre os planos saem como o planejado, e a cada email trocado, Gael e Elise sentem uma sintonia que não existira nos relacionamentos anteriores. E eles começam a se encontrar, se apaixonar e viver um romance lindo:





“Nossos lábios se encontram em um beijo salgado... Nossas línguas se buscam com ansiedade. Seguro seu rosto, sinto a textura áspera de sua barba, meus dedos deslizam por ela.”

Gael se mostra um verdadeiro príncipe encantado, como Elise sempre sonhou:



“- Porque você mudou minha percepção das coisas, minha perspectiva de vida... Você mudou meu mundo e a mim mesmo, Elise. Não existe um único lugar neste planeta que eu queira estar que não seja ao seu lado.”



Elise finalmente está feliz na vida amorosa. Mas será que tudo na vida dela dependia disso para ela ser feliz? Será que finalmente Gael será o responsável pelo seu ‘felizes para sempre’?

Embarque nessa história linda, que com certeza irá arrancar suspiros a cada página.


Por Loriana Linhares


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar...