-->


23 maio 2016

RESENHA MANHÃ DE NUPCIAS - LISA KLEYPAS

Título: Manhã de núpcias

Autora: Lisa Kleypas
Gênero: Romance de época
Ano: 2014
Editora: Arqueiro
Sinopse

Quando herdou o título de lorde Ramsay, Leo Hathaway e sua família passavam por um dos momentos mais difíceis de sua vida. Mas agora as coisas vão bem. Três de suas quatro irmãs já estão casadas, uma preocupação que Leo nunca teve consigo mesmo. Solteiro inveterado, ele tem uma certeza na vida: nunca se casará.
Mas então a família recebe uma carta que pode pôr tudo isso em risco: se Leo não arrumar uma esposa e gerar um herdeiro dentro de um ano, ele perderá o título e a propriedade onde todos vivem.
Solteira e sem pretendentes, a governanta Catherine Marks talvez seja a única salvação da família que a acolheu com tanto carinho. O único problema é que Leo não compartilha do mesmo afeto que suas irmãs têm pela moça. 
Para ele, Catherine é uma megerazinha cheia de opinião que fala demais. Apesar de irritá-lo e quase o levar à loucura, ela é a primeira e única mulher com quem ele considera se casar. 
Catherine, por sua vez, tem uma opinião igualmente negativa a respeito do patrão. Além disso, ela esconde alguns segredos do passado e um deles pode destruir a vida que tão cuidadosamente construiu para si. 
Agora Leo e Catherine precisam um do outro, mas para vencer as dificuldades e consertar as coisas eles terão que superar as turras e as diferenças, num romance intenso e sensual que só Lisa Kleypas poderia ter escrito. 


Quando herdou o título de lorde Ramsay, Leo Hathaway e sua família passavam por um dos momentos mais difíceis de suas vidas. Mas agora as coisas iam bem, afinal três de suas quatro irmãs já se casaram, uma preocupação que Leo nunca teve consigo mesmo. Solteiro inveterado, ele tem uma certeza na vida: nunca se casará. 

"Melhor assim, já que nenhuma mulher sensata desejaria desposá-lo.” 

Mas então a família recebe uma carta que pode pôr tudo isso em risco: se Léo não arrumar uma esposa e gerar um herdeiro dentro de um ano, ele perderá o título e a propriedade onde todos vivem. 

Solteira e sem pretendentes, a governanta Catherine Marks talvez seja a única salvação da família que a acolheu com tanto carinho. O único problema é que Léo não compartilha do mesmo afeto que suas irmãs têm pela moça. 

"Catherine era tão reservada e tenaz que era fácil esquecer que ela ainda era uma jovem na casa de 20 e poucos anos. Quando Léo a vira pela primeira vez, Catherine lhe parecera a personificação da solteirona seca, de óculos, expressão austera e lábios sempre cerrados e rijos. Sua coluna era reta como um atiçador de lareira e seus cabelos, do tom castanho fosco de mariposas- das- maçãs, estavam sempre bem presos para trás. Léo a apelidara de anjo da morte, apesar das objeções da família." 

Para ele, Catherine é uma megerazinha cheia de opinião e que fala demais. Apesar de irritá-lo e quase o levar à loucura, ela é a primeira – e única – mulher com quem ele considera se casar. 

“O que obrigara Léo a encarar o fato de que Catherine Marks, sua inimiga mortal, era muito bonita." 

Catherine, por sua vez, tem uma opinião igualmente negativa a respeito do patrão. Além disso, ela esconde alguns segredos do passado e um deles pode destruir a vida que tão cuidadosamente construiu para si ao lado da família Hathaway. 


"Se ao menos ela não o fascinasse tanto! 
Talvez fosse culpa dos segredos que Catherine guardava a sete chaves." 


Agora Léo e Catherine precisam um do outro, mas para vencer as dificuldades e consertar as coisas eles terão que superar as diferenças e aceitar a atração que sentem. 

“-Ás duas da manhã- informou-lhe Leo - quase sempre serei encontrado em uma cama, envolvido em uma dentre duas atividades. Uma delas é dormir. Não creio que precise explicar a outra”. 

Esse romance intenso e sensual que só Lisa Kleypas poderia ter escrito, vai cativar o leitor com o humor que só Leo Hathaway tem! 


Por Paty Silva e Loriana Linhares.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar...