-->


07 abril 2016

RESENHA OS SETE - ANDRÉ VIANCO




Livro: Os sete
Série: Os sete
Autor (a): André Vianco
Páginas: 383
Editora: Novo Século



Não é segredo para ninguém o quanto sou apaixonada por literatura, o que muitos não sabem é que além das histórias agua com açúcar e hot eu também curto outros gêneros, por isso a resenha de hoje é de um autor nacional que eu amoooo e que escreve livros de terror e suspense.


SINOPSE 

A história começa com uma aventura entre amigos, 3 amigos, que a busca de um tesouro no litoral brasileiro para fazerem fortuna e ter reconhecimento. O que a principio é algo normal e até prazeroso e se transforma em um pesadelo de proporção jamais imaginada. Eles encontram uma velha caravela portuguesa no fundo do oceano e correm para contar à uma amiga que trabalha como assistente de um conceituado historiador. O velho navio é resgatado e nele está uma caixa de prata. Uma caixa que serve como túmulo para seres que não foram “devidamente” mortos. No decorrer do livro, o leitor conhece um pouco de cada um dos 7 seres: Inverno, Acordador, Tempestade, Espelho, Lobo, Gentil e Sétimo cada um com uma personalidade especifica e desejos diferentes.: temos os mais malignos, perversos, e os que simplesmente querem voltar a “vida”. Vianco trabalha bem na individualidade de cada um deixando a critério do leitor o julgamento. Mesmo com todo o terror em volta deles, o resquício de humanidade ou uma certa questão de honra é deixada em evidencia. 

“Tem gente que não acredita em vampiros...”. 

Publicado no ano 2000 de forma independente pelo autor (só um ano depois o livro foi publicado pela Editora Novo Século), o livro é seguido por mais quatro volumes: Sétimo (2002), O Turno da Noite - Os Filhos De Setimo Vol.1 (2006), O Turno Da Noite - Revelações Vol.2 (2006) e O Turno Da Noite - O Livro de Jó Vol.3 (2007). 

Os sete conta o que aconteceu depois que uma caravela de cinco séculos é resgatada de um naufrágio no litoral brasileiro. Dentro desta caravela foi encontrada, além de alguns tesouros, uma caixa de prata com estranhas inscrições, e uma advertências para que a caixa jamais seja aberta ! Apesar do aviso deixado por portugueses da época, os cientistas, extremamente curiosos, ignoram o aviso e resolvem abrir a caixa, e dentro encontram sete cadáveres. O que eles não imaginavam é que ao abrir a caixa os corpos voltariam a vida e espalhariam terror e destruição. 


“Todos sabiam que aquela não era uma criatura natural. Fora todo o episodio de ter-se regenerado completamente, um homem normal já estaria totalmente congelado dentro do laboratório. Ele, entretanto, caminhava tranqüilo, como se tivesse em seu hábitat”. 

Enquanto espalham terror pela pequena cidade de Amarração, os vampiros vão descobrindo um novo mundo, com novas tecnologias. Ao mesmo tempo em que eles colocam medo em todo mundo, também se assustam com coisas como lâmpadas, por exemplo, essa mistura de maldade e inocência é um dos pontos mais legais do livro e diferente dos vampiros “bonzinhos” que normalmente nos são apresentados, o autor nos presenteia com vampiros maus em sua essência o que torna a leitura ainda mais prazerosa. 

Cada um dos 7 vampiros tem um poder especifico e uma personalidade única. Inverno é o mais cruel e o primeiro a querer aprender tudo que este novo mundo traz, mas o principal objetivo por traz de tudo é encontra SETIMO, o irmão mais temido deles. 

“Os Sete” não possui como personagens principais apenas os vampiros, pelo contrario, Tiago, Eliana, Olavo, Delvechio dentre outros têm partes fundamentais que enriquecem essa estória, criando segmentos a fim de estruturar a narrativa para o leitor obter todas as sensações que o autor deseja demonstrar. 

É uma história envolvente e muito bem escrita, com momentos tensos e engraçados. Como disse no inicio dessa postagem, sou suspeita para falar, mas tenho certeza que vale muito a pena a leitura!!!! 


Por Dany Sousa 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar...